• Jonathan Johnson

Piores Pecadores?

Minuto Cambirela para 7 de abril de 2020

Todo Catarinense lembra quando o avião do Clube de Futebol Chapecoense caiu. A tragédia foi agravada quando foi descoberto que a empresa responsável pelo vôo, em flagrante negligência, não decolou com combustível suficiente para fazer seu percurso.


No domingo seguinte um jovem me perguntou: “Onde está Deus neste momento? Falamos da sua soberania, que pode tudo dentro da sua vontade, não a nada ou ninguém maior do que ele. Então porque Deus não salvou aqueles jogadores?”


O Covid-19 hoje gera a mesma pergunta. Em meio ao sofrimento humano, onde está Deus? A pergunta merece um meditar profundo. Redes sociais provavelmente não são a plataforma adequado para tratá-la.


Mas, devemos nos alertar do perigo de sermos egoístas em nosso sofrimento. O mundo já passou por momentos ruins. Outras gerações superaram tribulações piores. Não somos os reis do sofrimento. Porém, as perguntas ficam: onde está Deus? Será que ele não se importa com a condição humana?


Celebramos a Páscoa porque Jesus respondeu a estas perguntas. Em Lucas 13 Jesus é abordado sobre o caso de algumas pessoas que tinham sido brutalmente perseguidos por Pilatos, o mesmo que ia também condenar Jesus a morte. Jesus levanta a pergunta que estava na mente de todos. Verso 2: “Então Jesus lhes disse: Vocês pensam que esses galileus eram mais pecadores do que todos os outros galileus, por terem padecido estas coisas?”


Faz parte da nossa natureza egoísta julgar o outro pelo sofrimento que está passando, não é? Pensamos, "Certamente não teriam sofrido assim, se fossem tão bom que nem eu sou.”


Em verso 4 Jesus levanta outra situação que também era conhecido pelas pessoas com quem conversava. “E, quanto aqueles dezoito sobre os quais desabou a torre de Siloé e os matou, vocês pensam que eles eram mais culpados do que todos os outros moradores de Jerusalém?”


Precisamos nos preparar para ouvir a lição que Jesus trouxe sobre estas tragédias aparentemente sem sentido. Verso 5, “Digo a vocês que não eram (mais culpados); mas, se não se arrependerem, todos vocês também perecerão.”


Que o amigo possa entender o que Jesus está a dizer. Não é porque eles eram piores de todos os outros que eles morreram, mas é pela graça de Deus que você também não morreu assim. Ou seja, a pergunta não é: “Por que eles morreram?” Devemos perguntar, “Por que eu não morri também?”



E assim podemos começar a entender as tragédias e pandemias em que passamos, seja Coronavirus, câncer, ou um acidente aéreo. Somos todos merecedores da morte, a procura de esperança. Jesus, confrontado com a angústia da Maria e Marta sobre seu irmão que morreu, disse, “Me alegro que não estivesse lá, para que vocês possam crer.” João 11.


Há esperança porque o único que não merecia morte foi até cruz para levar sobre se as nossas iniquidades e carregar a nossa culpa. E você? Se tal tragédia caísse sobre você hoje? Aquilo que não quer imaginar? O impensável? Jesus diz para você, “Arrependa-se e venha a mim.”


Em 2 Coríntios 5 lemos, “Aquele que não conheceu pecado, Deus o fez pecado por nós, para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus.” Eis esperança por grande pecadores. E eis a razão pelo qual devemos celebrar a Páscoa.


Minuto Cambirela faz parte de um projeto de implantação de uma igreja saudável em Palhoça, Santa Catarina. Desejando saber mais sobre o projeto ou o assunto de hoje, nos chama no privado. Como sempre, obrigado por assistir.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo